Do Amor e Outros Demônios
– Gabriel García Márquez

A marquesinha, filha de Bernarda Cabrera e do marquês de Casalduero, nasceu de sete meses, em uma manhã chuvosa, com a aparência de uma rã desvanecida.

Castigo para Rapunzel

ProducciÛn costarricense-colombiana. Una tica domÛ al amor yaotros demonios. El rodaje de la cinta Del amor y otros demonios,de la tica Hilda Hidalgo, finalizÛ hace dos semanas en Colombia. Un interesante encuentro cultural y hermosas locaciones caracterizaron la nueva cinta, basada en la obra de GarcÌa M·rquez.Ritmo africano. Eliza Triana (de amarillo) aprendiÛ danzas africanas para filmar algunas de las escenas. OLGA PAULHIAC/LN

Ao ouvir o anuncio da parteira que a menina não vingaria, Dominga de Adiviento prometeu a seus santos que se a graça, de viver, fosse concedida não se cortaria o cabelo da sobrevivente, Sierva María de Todos los Ángeles, até a noite do seu casamento.

Bernarda, mãe da marquesinha, não gostava da filha por achar que ela tinha poderes sobrenaturais, e a apelidou de María Mandinga.

Ao se deparar com uma boneca flutuando na tina conclui que a garota tinha poderes sobrenaturais e exigiu que ela fosse viver no galpão, em companhia das suas escravas.

A convivência da María com as escravas lhe rendeu o aprendizado de línguas africanas, afastando-a, ainda mais, dos seus pais.

Canino, religião e medicina

do-amor-e-outros-demonios-1No dia que María completou doze anos foi ao mercado, em companhia de uma escrava, e ao deparar-se com um cachorro raivoso terminou sendo mordida pelo cão.

O fato, apesar de omitido à família, foi descoberto pelo marquês Casalduero que consultou o médico, Abrenuncio, que atestou que a menina não havia contraído a raiva.

O médico, judeu, não era do agrado do bispo, Don Toríbio de Cárceres y Virtudes, fato que levou a autoridade religiosa convocar o marquês e informá-lo que a sua filha havia incorporado o demônio e para salvá-la ele deveria confiar o seu destino aos cuidados da igreja.

Temeroso aos desígnios de DEUS, o marquês preparou a filha, com seus cabelos longos e intocáveis em decorrência da promessa feita quando do nascimento, e a transportou até o convento, abandonando-a aos caprichos da abadesca Josefa Miranda e suas auxiliares.

Padre com cabrita na jaula

do-amor-e-outros-demonios-4No convento, a menina se encabritou e demonstrou quase tudo do que havia aprendido com as escravas no galpão.

Temida pelas freiras e noviças foi colocada em uma cela e isolada das demais moradoras do convento.

Enquanto isso, Don Toríbio designou o padre, Cayetano Alcino del Espíritu Santo Delaura y Escudero, para exorcizá-la.

Percebendo que Sierva María não estava com o “diabo no corpo”, o padre tentou, sem sucesso, convencer o bispo para liberar a menina.

Afastado da tarefa de exorcismo, após ter se declarado apaixonado por Sierva María, o padre mantinha contato noturno com a menina e trocavam amabilidades.

Busca da verdade

do-amor-e-outros-demonios-2Após várias tentativas, sem sucesso, para libertar María do cárcere, o padre passou a frequentar a casa do médico, Abrenuncio, e teve acesso a livros proibidos pela igreja.

Pego de surpresa em uma das oportunidades que visitou a jovem, o padre foi condenado, pelo Santo Ofício, a prestar serviços em um hospital para leprosos.

Impotente e confuso percebeu muitos dos erros na igreja pela qual havia dedicado toda a sua vida.

Parapsicologia versus ritual exorcista

do-amor-e-outros-demoniosApós ser submetida a novos castigos durante o exorcismo, dentre os quais a cabeça raspada com navalha, a jovem morre e para surpresa de todos seus cabelos continuaram crescendo.

O livro expõe a igreja na prática do exorcismo se contrapondo a parapsicologia, mostra o seu poder de influência política e social, chama a atenção para as dificuldades nas relações conjugais quando ocorrem interferências familiares.

Os sacrifícios impostos à vida de uma garota, que desde o seu nascimento até a sua morte foi submetida a situações esdrúxulas, serviu de lenda para questionamentos legítimos.

Poucos são os autores que possuem a capacidade para, através de fábulas como essa, alçar temas ricos para reflexão humana, sem cair na vulgaridade.

Recomendadíssima a leitura!

Gabriel José García Márquez

gabriel-jose-garcia-marquez-2

Gabriel García Márquez nasceu em 6 de março de 1927, na cidade de Aracataca, Colômbia.

Seus pais, Gabriel Eligio García e Luisa Santiaga Márquez, tiveram ao todo onze filhos.

Logo depois que García Márquez nasceu o seu pai se tornou um farmacêutico.

Dois anos após o nascimento do escritor seus pais se mudaram para Barranquilla. García Márquez permaneceu em Aracataca em companhia dos seus avós maternos, Nicolás Ricardo Márquez Mejía e Tranquilina Iguarán.

Aos oito anos, com a morte do avô, o escritor se mudou para Barranquilla (casa dos pais) e iniciou seus estudos no Liceu Nacional de Zipaquirá.

Em Bogotá cursou direito e ciências políticas na universidade nacional da Colômbia, mas abandonou a universidade antes da conclusão do curso.

Casou-se, em Barranquilha no México, com Mercedes Barcha com quem teve dois filhos, Rodrigo e Gonzalo.

Influências na obra do autor

as-mil-e-uma-noites-2Seu avô materno era um veterano da Guerra dos Mil Dias e suas histórias seduziram o neto.

Além dos contos baseados na coleção de histórias ‘As Mil e Uma Noites’ a sua avó Tranquilina, também, influenciou a criatividade do autor.

A adolescência de Gabo, como o autor era conhecido, foi marcada por livros. Um em especial chamou a sua atenção: A Metamorfose, de Franz Kafka.

Gabo se permitiu extrapolar a barreira da forma tradicional de contar histórias depois de ler Kafka.

Ora, se Kafka podia transformar o protagonista Grégor Samsa em um inseto, então, ele, também, poderia usar a ficção como forma impositiva sobre a realidade das suas histórias políticas, sociais e regionais.

Este fato resultou na criação do conhecido ‘Realismo Mágico ou Fantástico’ na literatura latino-americana.

Gabriel Márquez escolheu para sua referência William Faulkner, considerado um dos maiores escritores estadunidenses do século XX.

Trabalhos, obras e prêmios

gabriel-garcia-marquez-5Gabriel García Márquez trabalhou como jornalista em vários periódicos da Colômbia e desempenhou trabalhos, como correspondente internacional na Europa e nos Estados Unidos.

É considerado um dos escritores mais importantes do século XX. Seus livros foram traduzidos em 36 idiomas e vendeu mais de 40 milhões de livros.

Escreveu: O enterro do diabo: A revoada (1955), Maria dos prazeres, Relato de um náufrago (1955), A sesta de terça-feira, Ninguém escreve ao coronel (1961), Os funerais da mamãe grande (1962), Má hora: o veneno da madrugada, Cem anos de solidão (1967), A última viagem do navio fantasma, Entre amigos, A incrível e triste história de Cândida Eréndira e sua avó desalmada, Um senhor muito velho com umas asas enormes, Olhos de cão azul, O outono do Patriarca, Como contar um conto (1947-1972), Crônica de uma morte anunciada (1981), Textos do caribe, Cheiro de goiaba, O verão feliz da senhora Forbes, O Amor nos tempos do cólera (1985), A aventura de Miguel Littín Clandestino no Chile, O general em seu labirinto, Doze contos peregrinos (1992), Do amor e outros demônios (1994), Notícia de um Sequestro (1996), Memória de minhas putas tristes, dentre outros trabalhos.

Em 2002, após ter sido diagnosticado um câncer linfático, publicou sua autobiografia ‘Viver para contar’.

Recebeu os seguintes prêmios: Prêmio de Novela ESSO por “má hora: o veneno da madrugada” (1961), Doutor Honoris Causa da Universidade de Columbia em Nova Iorque (1971), Prêmio Internacional Neustadt de Literatura em 1972, Medalha da Legião Francesa em Paris (1981), Condecoração Águila Azteca no México (1982), Nobel de Literatura (1982), Prêmio quarenta anos do Círculo de jornalistas de Bogotá (1985), Membro honorário do Instituto Caro y Cuervo em Bogotá (1993), Doutor Honoris Causa da Universidade de Cádiz (1994).

Morte

gabriel-garcia-marquez-6Em 2009 García Márquez declarou que não pretendia escrever mais livros.

A notícia foi confirmada, mais tarde, quando o seu irmão, Jaime Garcia Marquez, anunciou que o escritor foi diagnosticado com uma demência, embora estivesse em bom estado físico, havia perdido a memória.

O autor lutava contra a reincidência de um câncer que atingia seus pulmões, gânglios e fígado. Morreu em 17 de abril de 2014 na Cidade do México, vítima de uma pneumonia, após completar 87 anos.

Referência bibliográfica

García Márquez, Gabriel, 1928 -2014
Do amor e outros demônios / Gabriel García Márquez; tradução Moacir Werneck de Castro. 18ª ed. – Rio de Janeiro: Record, 2009.
221p.
Tradução de: Del amor y otros demonios
1. Romance colombiano. I. Castro, Moacir Wemeck de. II. Título.
(R)

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *